Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BIRDS COME IN BLACK

BELEZA (d)e VIAJAR

BIRDS COME IN BLACK

BELEZA (d)e VIAJAR

29 de Junho, 2018

Roteiro pelo Algarve

Raquel Dias

Cheguei de umas férias merecidas, foram ótimas para assentar tudo o que se passou e a verdade é que para mim a minha normalidade não veio tão rápido quanto eu esperava.

E entre férias, descanso e papo para o ar, tenho andado também na azafama da comprar móveis, eletrodomésticos e tudo mais para preencher a minha nova casa (é tão estranho ainda para mim e demorou até eu ter segurança em sair da casa dos papás). E quando tiver tudo +/- organizado faço um post .

 

Mas hoje o post é sobre o que andei a fazer nas minhas férias pelo Algarve, o que visitei, comi, enfim tudo.

As minhas férias na realidade começaram dias antes de ir para o Algarve, estive em Santarém porque o meu namorado é de lá e então como ele faz anos nesta altura vamos sempre para lá uns dias, e nesses dias é o que se chama, não mexer uma palha ahah !

 

1º dia

 

Fomos então rumo ao sul do país, até Silves. É uma das mais antigas cidades do país.

Ficamos então hospedados no Hotel Colina dos Mouros que fica mesmo pertinho do centro e a 15 min a pé do Castelo.

 

36387650_10210109731414573_8941749467887960064_n.j

 

Esta foto é do Booking porque não tirei foto ao hotel, e podem visitar o Booking para verem como ele é por dentro.

Com pequeno-almoço incluído, paguei por 3 noites/ 4 dias 123,93€ para duas pessoas. O hotel é um hotel dito normal, os quartos tinham varanda e estava tudo muito limpo, algumas coisas precisam de uma modernização, mas nada de mais. O pequeno-almoço era muito bom, mas não muito variado, tinha pão e uns croissants, queijo fiambre e chourição, manteiga e doce, café, leite com chocolate e sumos, iogurtes, fruta e cereais. Na minha opinião faltavam uns bolinhos e chegava perfeitamente. 

 

20180624_095201.jpg

(Vista do quarto de hotel)

 

No dia que cheguei andei por Silves a pé e acabamos por ir jantar a um restaurante de sushi, o Sushi Love (all you can eat) e pagamos 12,95€ + bebidas por pessoa. O restaurante não era topo de gama, mas a comida era muito saborosa e feita no momento.

 

2º dia

 

Aproveitamos o dia na praia, o tempo estava muito bom então fomos até à Praia da Rocha, a água estava agradável, calma e um sol lindo.

Ficámos por lá o dia todo e almoçámos no restaurante de praia, Senhora da Rocha, comemos uma tosta de queijo ótima.

Não havia excesso de pessoas na praia, portanto não parecíamos sardinhas enlatadas e a levar com a areia dos outros, para mim Junho é o melhor mês para tirar uns dias.

Depois de um dia de praia fomos jantar ao Shopping de Portimão, Aqua Portimão e adivinhem o que foi o jantar? 

Exato, sushi, mas também tinha comida chinesa que foi o que comi mais neste dia. Não me lembro quanto paguei mas sei que foi à volta de 35€ para os dois.

 

3º dia

 

Na parte da manhã fomos fazer a excursão das grutas e foi um passeio lindo! É de uma beleza natural espetacular e aconselho toda a gente a fazê-la.

Eu fiz a excursão pela Toruga Benagil Tours, fiz a visita tradicional que tem a duração de 1h e 15 minutos e custa 25€ por pessoa adulta, crianças pagam 15€. Há outros packs que podem fazer conforme o tempo que desejarem e o preço.

Aconselho-vos a fazer a excursão nestes barcos mais pequenos para poderem ver dentro das grutas. Podem reservar no site deles, no dia e hora pretendida e pagam só quando chegarem à praia.

 

36340498_10210109664852909_1502115956523008000_n.j

 

 

36380577_10210109676133191_5476033669757927424_n.j

 

36355613_10210109665492925_3382539006209163264_n.j

 

36404211_10210109676293195_1275647403361304576_n.j

 

36324383_10210109676533201_3605918249524396032_n.j

 

36335544_10210109664452899_2359685037063929856_n.j

 

Depois da visita às grutas fomos até aos Monumentos Megalíticos de Alcalar, que são vestígios de uma povoação pré-histórica com templos funerários do III milénio a.c., para quem gosta de história é uma ótima visita para fazerem e no local mostram um vídeo a explicar a história.

Pagámos 1€ por pessoa pois temos menos de 25 anos.

 

36311523_10210109832057089_1667903339121082368_n.j

 

36307380_10210109832777107_159370860371640320_n.jp

 

36329601_10210109832577102_6446272799173509120_n.j

 

 

36373779_10210109832257094_6668991833000902656_n.j

 

36389703_10210109832457099_1597187063369695232_n.j

 

E por fim fomos até à Fortaleza de Sagres, que é um sitio lindo no limiar sul de Portugal que merece a visita de todos, pois foi durante muitos anos uma praça de guerra e um fortificação defensiva marítima. Durante a visita têm tabuletas a explicar para que serviam certos sítios da fortaleza, mas também muita beleza animal, vegetal e natural. Acho que dentro da fortaleza falta um café e um centro de exposições que podiam contar e exemplificar melhor a história.

Eu já tinha ido lá há uns 7/8 anos e o edifício que lá está arranjado continua fechado.

A entrada custa 3€ por pessoa.

De volta a Silves, fomos tomar um banho e fomos depois jantar ao Café Inglês que é um restaurante com bar e música ao vivo que fica entre o Castelo e a Sé, a vista para estes à noite é linda!

Comemos pão de alho com queijo e uma pizza romana que estava deliciosa! E pagámos cerca de 35€ para os dois.

 

4º dia

 

Último dia em Silves, tomámos o pequeno-almoço e fizemos o check-out e as férias já estavam a acabar.

Fomos visitar o Castelo de Silves que está todos arranjado, à entrada temos o D. Sancho I a dar-nos as boas-vindas e por dentro preservaram as ruínas do castelo e das antigas habitações, mas também fizeram um jardim que está lindo, nas torres do castelo há exposições sobre as escavações e ainda havia também uma exposição sobre o Lince Ibérico que está em vias de extinção.

 

20180624_114501.jpg

 

20180624_115149.jpg

 

20180624_115505.jpg

 

20180624_115707.jpg

 

20180624_120100.jpg

 

20180624_121259.jpg

 

Por fim visitamos o Museu Municipal de Arqueologia de Silves, no museu podemos encontrar as peças descobertas no castelo e algumas descobertas também noutros sítios do concelho.

Este museu foi construído à volta do poço-cisterna que havia no local, descoberto durante as escavações.

Podemos encontrar objetos do Paleolítico, Neolítico, Calcolítico, Idade do Bronze e Ferro, Período Roma, Período Medieval com destaque no período Muçulmano, pois a cidade tem raízes muçulmanas e muito património também.

Por fim metemos-nos à estrada de volta a casa, onde me espera o resto das mudanças, montagem de móveis e limpezas.

Assim que estiver tudo organizado volto com a mesma frequência de antes.

 

Espero que tenham gostado!

Beijooos 

 

 

(o post contém link de afiliados)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.